Facebook Twitter 
14.jpg
HOME
Agosto 2017
  • > LITURGIA DIÁRIA

    Nem só de pão vive o homem - ALIMENTE SUA FÉ DIARIAMENTE. CLIQUE AQUI  para ler a liturgia de hoje.

    O Domingo liturgia diaria

     

    Leia mais...
Seg, 23 de Maio de 2011 17:17

Louvor e admiração marcam a cerimônia de Beatificação de Irmã Dulce

Escrito por www.arquidiocesesalvador.org.br

dulcebeatificaNem mesmo a chuva foi capaz de dispersar as milhares de pessoas que participaram da cerimônia de Beatificação de Irmã Dulce, neste domingo, dia 22 de maio, no Parque de Exposições. Familiares, religiosos, políticos e fiéis se emocionaram durante a celebração e demonstraram sua admiração à nomeada Bem Aventurada Dulce dos Pobres. Os portões foram abertos às 12h. Cânticos e orações foram entoados por sacerdotes e fiéis em preparo para a celebração mais esperada do dia, enquanto todos se acomodavam em seus lugares. O Pe. Antônio Maria fez uma participação especial e cantou com o público músicas como “Cura, Senhor” e “Noites Traiçoeiras”.

Em seguida, alunos do Centro Educacional Santo AntônioIrma_Dulce (CESA), núcleo de educação das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) em Simões Filho, contaram a trajetória de vida da Mãe dos Pobres com um espetáculo de música, dança e teatro. Durante a encenação, alguns fiéis relembravam e contemplavam as ações da religiosa. “Eu como devoto de Nossa Senhora admiro muito o trabalho de Irmã Dulce. Ela aponta para Jesus e nos revela o caminho através de seu exemplo de vida”, disse Fernando de Jesus Santos, da Paróquia Santa Cruz – Engenho Velho da Federação. A cerimônia de beatificação reuniu bispos, padres, diáconos, religiosos e leigos de todo o Brasil. O Cardeal Arcebispo Emérito de Salvador, Dom Geraldo Majella Agnelo, foi o representante do Papa Bento XVI e presidiu a celebração. Além do Cardela, estiveram presentes no altar o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger e o Núncio Apostólico no Brasil, Dom Lorenzo Baldisseri. A presidente da República, Dilma Rousseff, também esteve no Parque de Exposições acompanhada pelo Presidente do Senado José Sarney, pelo governador da Bahia, Jaques Wagner, e o prefeito da cidade, João Henrique Carneiro. Durante a celebração, Dom Geraldo agradeceu a presença de todos. A beatificação de Irmã Dulce traz um amplo significado para a Igreja da Bahia e do Brasil. Para Dom Murilo Krieger, a ocasião reforça o compromisso de todos com os ensinamentos divinos. “A Bahia é de todos os Santos. Esta terra deve dar santos a toda a Igreja, até mesmo porque a capital se chama Salvador. Então, pessoas de nossa época sendo beatificadas servem como um estímulo para que todos façam a vontade de Deus”, ponderou. Da mesma forma, o Núncio Apostólico, Dom Lourenzo, ressalta o exemplo da pessoa de Irmã Dulce no compromisso cristão. “A Igreja atual precisa dos santos porque hoje a sociedade tem menos modelos. Existem muitas palavras e o que queremos ver é testemunho de vida. Irmã Dulce se dedicou aos pobres e apesar das dificuldades não se deixou vencer e perpetuou em sua missão”, afirmou.Para ler mais - clique aqui.

©2007-2017 Comunidade Catolica Brasileira em NYC. All rights reserved. Website by Silicon Farm Design & IT Solutions | Credits